Neste espaço pode-se escrever as experiências boas e ruins, é uma forma de passar para os outros nossas dificuldades ao trabalharmos em um país que as Leis e Decretos ficam apenas no papel. Quando criei este blog queria tão somente desabafar a frustração de ver tantos alunos aqui em Goiânia sem intérprete de libras, provocado pelo descaso do governo, mas depois percebi que poderia fazer mais, então comecei a postar textos de pessoas que nem conheço e gostei de ter lido. Achei que compartilhando esse material estaria ajundando outras pessoas em suas pesquisas, o que eu não pensei é que teria tanto acesso em tão pouco tempo, visto que meu blog foi criado em abril de 2011. Gostaria de agradecer a todos que têm acessado este blog, e espero ter ajudado e contribuido com alguma coisa. Se você tiver um texto que possa me enviar eu o postarei, assim estará me ajudando também.(regisneia@gmail.com)

Tradizir página

Adicionar aos Favoritos

Imprimir ou Salvar em PDF

Print Friendly and PDF

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Elivânia Damas no Mais Educação

O Programa Mais Educação, criado pela Portaria Interministerial nº 17/2007, aumenta a oferta educativa nas escolas públicas por meio de atividades optativas que foram agrupadas em macrocampos como acompanhamento pedagógico, meio ambiente, esporte e lazer, direitos humanos, cultura e artes, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, educomunicação, educação científica e educação econômica.

A iniciativa é coordenada pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD/MEC), em parceria com a Secretaria de Educação Básica (SEB/MEC) e com as Secretarias Estaduais e Municipais de Educação. Sua operacionalização é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O programa visa fomentar atividades para melhorar o ambiente escolar, tendo como base estudos desenvolvidos pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), utilizando os resultados da Prova Brasil de 2005. Nesses estudos destacou-se o uso do “Índice de Efeito Escola – IEE”, indicador do impacto que a escola pode ter na vida e no aprendizado do estudante, cruzando-se informações socioeconômicas do município no qual a escola está localizada.

Por esse motivo a área de atuação do programa foi demarcada inicialmente para atender, em caráter prioritário, as escolas que apresentam baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), situadas em capitais e regiões metropolitanas.

As atividades tiveram início em 2008, com a participação de 1.380 escolas, em 55 municípios, nos 27 estados para beneficiar 386 mil estudantes. Em 2009, houve a ampliação para 5 mil escolas, 126 municípios, de todos os estados e no Distrito Federal com o atendimento previsto a 1,5 milhão de estudantes, inscritos pelas redes de ensino, por meio de formulário eletrônico de captação de dados gerados pelo Sistema Integrado de Planejamento, Orçamento e Finanças do Ministério da Educação (SIMEC).  Em 2010, a meta é atender a 10 mil escolas nas capitais, regiões metropolitanas - definidas pelo IBGE - e cidades com mais de 163 mil  habitantes, para beneficiar três milhões de estudantes.

Para o desenvolvimento de cada atividade, o governo federal repassa recursos para ressarcimento de monitores, materiais de consumo e de apoio segundo as atividades. As escolas beneficiárias também recebem conjuntos de instrumentos musicais e rádio escolar, dentre outros; e referência de valores para equipamentos e materiais que podem ser adquiridos pela própria escola com os recursos repassados.

Em Meu primeiro dia aproveitei que é período eleitoral e fiz uma eleição onde eu nomeava um (a) secretário (a) e um (a) auxiliar de secretário (a), a conscientização dos alunos para aprenderem a fazer escolhas é meu foco. Acho que devemos formar cidadãos que são capazes de exercer seu livre arbítrio; sempre iremos nos deparar com decisões a serem tomadas, por isso trabalho com esse estímulo: levo as tarefas do tema que proponho na semana e textos a serem estudados e copiados. a primeira leitura é feita por mim, depois pergunto quem quer fazer o quê? E fica fácil assim, porque alguns querem fazer tarefas, outros querem discutir o texto e criar cartazes e outros fazerem cópias e colorir figuras, e dessa forma todos aprendem mais sobre o assunto proposto sem negativas, com a maioria cooperando. 

 Através de um convite do Escritor e coordenador do Projeto Mais Educação na Escola Melchior Braga Costa em Goianira, Goiás Luciano Roriz eu aceitei trabalhar no letramento, o que me pareceu um trabalho difícil tem sido abençoado, me ofertando um leque de conhecimentos e interação com os alunos. Já concluí o tema Sustentabilidade e vou trabalhar o Hino Nacional esta semana, para despertar nos alunos o amor a Pátria, farei da mesma forma levarei o Hino para ser cantado, lido e copiado além de tarefas do assunto propostos, com isso espero alcançar meu intuito que é despertar o patriotismo nos alunos que estão em idade de formação de suas opiniões  


Professora Elivânia Damas e alunos




Contagem dos votos
Votação sendo aberta pra ver quem ganhou
Nomes dos candidatos
Luciano Roriz Coordenador do Projeto Mais Educação
Eleitas: Geovana e Janaina
 Fonte:http://portal.mec.gov.br/index.php?Itemid=86&id=12372&option=com_content&view=article/

Nenhum comentário:

Postar um comentário